TOMATO e a Geração Feedback

Faço parte da comunidade Zomato há cerca de 7 meses. Na realidade não tenho contribuido de forma tão ativa como gostaria. Não me atirem tomates!

Muito pratos depois, o meu número de registos na minha conta Zomato continua muito aquém do número de digestões.

A lógica é interessante (partilhar opiniões e experiências à mesa) e vale a pena descarregar a app para que este registo seja instantâneo e a vontade de publicar não arrefeça.

Ao fim de ano e meio em Portugal, a Zomato organizou ontem, no Hotel Altis em Lisboa,  o seu primeiro Summit desafiando os profissionais do setor e o público em geral a pensar o digital.

Miguel Ribeiro - Zomato

Miguel Ribeiro - Zomato

Segundo Miguel Ribeiro, da Zomato, o passa palavra tornou-se digital e isso mudou o comportamento do consumidor: “Hoje o consumidor procura experiências. As pessoas não se importam de pagar mais para ter uma boa experiência.” Os clientes são os embaixadores dos restaurantes e Miguel mostrou-se muito entusiasta com a evolução do Zomato em Portugal, só em Lisboa no mês de Julho foram registadas 1 200 000 visitas no site.

O Summit foi o momento escolhido para apresentar os novos produtos Zomato que estão a ser desenvolvidos e estarão disponíveis nos próximos 3|4 meses. São eles os anúncios publicitários que já estão presentes no site e os novos Zomato Cashless (um sistema de pagamento automático associado à nossa conta Zomato, sem cartão de débito, nem dinheiro, é levantar e ir embora), o Zomato Order (entrega ao domicílio), o Zomato White Label (um serviço de app personalizado para cada restaurante),o Zomato Base (uma plataforma que centraliza toda a informação do inventário à gestão de receitas passando pelo CRM) e ainda o Zomato Book (para reservas online, disponível em Novembro).

Miguel Júdice - Thema Hotels

Miguel Júdice - Thema Hotels

Miguel Júdice convidou os empresários do F&B a questionarem-se sobre esta onda do digital. Confessou que a restauração “não é um mar de rosas” e que ele próprio tem os seus dilemas acerca do tema. "Se por um lado é incontornável e vital para o negócio a presença nas redes sociais, por outro quais são os recursos que os pequenos empresários têm para se manterem sempre na crista desta onda?" - deixou a questão no ar.

Rui Sanches da Multifood, dono das insígnias Honorato, Deli Delux, Cais da Pedra, Sala de Corte,Vitaminas, Capri entre outras, deu o seu testemunho de “restauração criativa” ecomparou a Zomato a um cliente mistério muito mais eficiente e imparcial e com uma amostragem muito interessante.

Sobre a importância da fidelização do cliente falaram Sérgio Cambas do Restaurante Paparico, no Porto e Pedro Édris Sousa da Yunit ZoneSoft.

O Paparico aposta num trabalho de Guest Recognition que tenta antecipar as expectativas do cliente mesmo antes de ele chegar ao restaurante e preocupa-se em estar ao lado do cliente antes e depois do momento da compra, a relação não pode acabar na conta disse Sérgio Cambas. Fidelizar um cliente é criar um “sentimento/emoção” que o marque, fidelização não é sobre prometer, dizer, fazer é sobre marcar. O foco não é a satisfação mas a RELAÇÃO.

 

Hoje em dia, cerca de 73% das pessoas confiam na recomendação de amigos e família e apenas 21% se deixam convencer pela publicidade.

Paulo Barreto do Facebook falou um pouco sobre o maior país do Mundo: o Facebook e da importância dos smartphones no nosso quotidiano. 80% do tráfego do Facebook acontece nos telemóveis, dá que pensar...

 

Foi um evento bem organizado, com conteúdo relevante para os profissionais F&B mas também para os comunicadores que têm hoje ferramentas diferentes para fazer o seu trabalho mas que para todos os efeitos continuam a gerir as relações entre as marcas e o consumidor,  hoje como no passado.

Patrícia CondeComment