Viagens pelos sabores do Sudeste Asiático

Bun Thang

Bun Thang

Não era a primeira vez que provava a cozinha asiática. Há sensivelmente um ano atrás estive na Tailândia e no Cambodja onde me apaixonei por esta comida repleta de sabores, texturas e cores diferentes.

Confesso que sou fã incondicional de massas, pelo que nesta última viagem pelo Vietname e Laos, os noodles faziam parte das minhas refeições diárias, pelo menos uma vez por dia. A escolha normalmente recaía nos noodles fritos com galinha. De galinha porque para além de não ser grande fã de carnes vermelhas, pelo menos sei exactamente a que sabe a galinha e não corro o risco de estar a degustar um pedaço de carne de origem desconhecida… Cão…? Gato…? Sei que faz parte da cultura local, mas não faz parte da minha cultura comer um companheiro de vida, lamento. Tento não julgar outras culturas e absorver tudo de braços e mente aberta, mas aqui não consigo ceder!

Mas tive oportunidade de experimentar outros pratos e comprovar todas as opiniões que já tinha lido e ouvido sobre as maravilhas da Street Food no Vietname (principalmente).

Em Hanói, fui levada por um grupo de expatriados canadianos a experimentar a verdadeira comida vietnamita. Numa esplanada completamente repleta de locais (na sua grande maioria), acompanhada pela minha Bia Hà Nôi (a cerveja local), provei 3 pratos absolutamente deliciosos: Pho Chien Phong (pastéis de arroz frito com carne de vaca frita e vegetais), Pho Xao (noodles fritos com camarão, rebentos de feijão e cebolinha) e Pho Cuon (fresh rice noodle rolls) que pela forma como era anunciado no restaurante presumo que fosse o prato mais procurado (e percebeu-se bem porquê).

Pho Cuon

 

O Pho (ou noodle soup) é outro prato extremamente popular tanto no Vietname como no Laos. De galinha, vegetais, carne de vaca, de porco… É comido a qualquer hora do dia e é uma opção leve mas muito saborosa.

A melhor que comi foi no meio de uma aldeia isolada nas margens do Mekong, no Laos. Apesar de repleto de ervas frescas, soube-me pela vida. Mas este elemento é quase inevitável na comida asiática. Ervas frescas como hortelã, coentros, salsa… estão presentes em praticamente todos os pratos tradicionais. Os apreciadores podem dizer que chegaram ao paraíso. Para os outros, como eu, que não batem palminhas de contentamento cada vez que lhes é apresentado um prato densamente preenchido com estas ervas, o caso muda um bocadinho de figura… Mas não me posso queixar de falta de sabor na comida!

A cozinhar  noodle soup

A cozinhar noodle soup

Não falta assunto de conversa no que toca à gastronomia do sudeste asiático, mas por agora fico-me por aqui. Recomendo vivamente uma visita a esta zona do mundo. Uma cultura rica, um povo hospitaleiro e de sorriso sempre aberto, uma cozinha variada e extremamente saborosa. Eu sei que voltarei sem dúvida!

Sabadee!